O seu automóvel está a perder performance?

Set 10, 2019 | Destaques, Notícias | 0 comments

HOME > BLOG >O SEU AUTOMÓVEL ESTÁ A PERDER PERFORMANCE?

colaborador rino

Leonel Bastian

Colaborador RINO

Nas acelerações, o seu automóvel parece-lhe cada vez mais molengão, sendo necessário engrenar uma mudança mais baixa em situações que antes seria impensável? Nesse caso, o comportamento fraco do motor pode ter várias causas. Conheça algumas das principais e como resolvê-las.

O motor é a alma de qualquer automóvel. Mas o seu bom ou mau funcionamento está dependente de vários componentes integrados no grupo propulsor. No entanto, para conseguir diagnosticar a “doença” que está a perturbar o seu automóvel, tenha em atenção se este se alimenta a gasolina ou a gasóleo.

Nesse caso, o comportamento fraco do motor pode ter várias causas.

  •  As velas de ignição podem ser um dos componentes que esteja com algum defeito, ao ponto de não ocorrer da forma correta a queima de combustível.
  • A bomba de combustível é quase como o coração do carro, é ela que bombeia o combustível até ao motor, se ela não funcionar bem, o motor não tem o combustível nas quantidades necessárias, e assim perde performance.
  • As válvulas são elementos internos que sofrem com a acumulação de sujidade. Esta sujidade é proveniente da combustão e óleo lubrificante. Esta acumulação faz com que estas não selem devidamente a câmara de combustão, o que origina a diminuição da pressão no cilindro, resultando assim uma na diminuição de rendimento do carro.
  • Os pistões são peças de movimento que trabalham com margens mínimas e quase impercetíveis, por isso mesmo, estão sujeitos a desgaste por atrito. À medida que esse desgaste aumenta, a pressão dentro do cilindro diminui, diminuindo também a eficiência da explosão. Para evitar que isto aconteça, é crucial ter sempre o lubrificante em boas condições e no nível correto, para assim, prevenir o desgaste das peças dentro do motor.
  • Se o seu automóvel é um turbodiesel então há mais um componente com que se preocupar. O turbocompressor aproveita a energia dos gases de escape, gerados no motor, para girar uma turbina ligada a um rotor que bombeia ar para os cilindros, conseguindo que o motor tenha um desempenho superior. Sujidade no sistema de lubrificação ou falta de óleo são os problemas mais comuns que podem ter consequências no desempenho do bloco, originando perda de potência e consumo excessivo de combustível.
  • O intercooler é o sistema actualmente mais usado em motores sobrealimentados, funcionando como uma espécie de radiador com o objetivo de arrefecer o ar comprimido para que este recupere densidade. Um mau funcionamento deste resultará em fumo negro a sair pelo escape e num agravamento dos consumos.

São estes os principais motivos, pelos quais os automóveis vão perdendo potência com o passar dos anos, se o seu automóvel apresentar uma má performance ao que está habituado, aconselhamos a deslocar-se a uma oficina RINO e solicitar um diagnostico.

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Quando devemos substituir os filtros

HOME > BLOG >QUANDO DEVEMOS SUBSTITUIR OS FILTROS Leonel Bastian Colaborador RINONa maioria das vezes não temos o cuidado suficiente com o estado dos filtros. A bem da verdade, nem nos preocupamos porque, à partida são trocados nas revisões. Atrasar a...

RINO MASTER

Porto
Rua Filipa de Lencastre, Apartado 1078 4436-908 Rio Tinto, Gondomar.
Tel:229 772 049
geral@rino.pt
Lisboa
Rua dos Bombeiros Voluntários de Camarate 2680-490 Camarate.

Copyright 2017 © Moonlight